Public LifeStyle, edição 7

72872_440582866035040_1000835273_nA partir da edição 7, passei a atuar como editor freelancer, sendo responsável pelas matérias de capa e corrigindo todos os outros textos da edição.

Brenno Lucena – Um jovem cheio de experiência – (Diagramação 34 capa 35 capa 36-37 capa)

Elétrico, falante, baladeiro, divertido, brincalhão. Brenno Lucena é tudo isso. Mas não se engane: por trás desse ar jovial existe um empresário nato, que exerce liderança e exige seriedade para entregar excelência em projetos de som e iluminação em eventos na cidade.

Ele ama iluminação. E também ama música. Decidiu juntar os dois e, nessa equação, o resultado só pode ser o sucesso profissional e o amor pelo trabalho. Com 23 anos, Brenno Lucena, empresário e dj, acumula 12 anos de experiência a frente da marca que a partir desse ano passa a carregar seu nome (até então Energia Som e Luz). Parece até estranho alguém com tão pouca idade ter todo esse tempo dedicado ao trabalho com música e iluminação; no entanto, é interessante notar que Brenno começou muito precocemente, sendo mais específico: aos 11 anos de idade.

De acordo com o empresário, no começo o amor pela música foi o que falou mais alto para dar o pontapé inicial, aliado a um incentivo moral (nada financeiro) do pai. Aliás, o pai, dono de três empresas, ajudou nos primeiros eventos, carregando os equipamentos. “Mas eu comecei mesmo trocando cd: acabava uma música, passava para outra. Nada profissional, até pela idade”, explica. Em 2004, fez seu primeiro curso como dj. Com isso, essa jornada se inicia, porém ainda muito tímida, já que ele fazia uma festa por ano. “Depois, comecei a fazer três por ano, depois dez… e ali começaram as indicações.”

Se no começo, era a música, com o passar do tempo e a formação em Rádio e TV, cursos de iluminação e fotografia, a paixão passou a pender para o lado da iluminação. “Me apaixonei pela luz. Eu fico louco, quero muito criar… e tanto que hoje muitos procuram a empresa pela iluminação, que no momento é um dos nossos focos principais.”

Foi nessa época que sua empresa foi se expandindo e surgiu, então, a Energia Som e Luz, que tinha como objetivo justamente conseguir clientes com perfil mais corporativo ou na área de shows. Aliás, o nome Energia tem tudo a ver com a personalidade do líder Brenno (apenas para confirmar essa informação: imagine se, para ele, a melhor viagem não é Las Vegas?).

No entanto, apesar dessa ligação, o nome, que sempre funcionou muito bem, vai ser mudado por uma estratégia de marketing. “Por mais que o nome tenha sido bom, as pessoas que me ligam pensam: ‘Ah, vou ligar lá no Brenno’. Criou-se uma marca muito grande com meu nome. Então por isso decidimos profissionalizar e colocar o nome Brenno Som e Luz”, conta.

É interessante notar que a alteração do nome não reflete, na verdade, uma mudança de postura com relação aos serviços prestados nesses 12 anos. “A empresa continua fazendo a mesma coisa que sempre fez: atendendo bem os clientes, com profissionalismo e criando novas ideias, porque o cliente me pede para criar uma iluminação para o evento dele e o nosso trabalho é elaborar isso. A gente cria tudo do melhor para ele, personalizando. É a mesma essência, é tudo igual. Só que com o tom empresarial”, explica, pontuando os valores da empresa.

Aliás, foram esses valores que fizeram a empresa chegar aonde chegou. Dentre todos, o principal sem dúvida é a responsabilidade. E por quê? Ele responde: “Hoje eu faço festas infantis que são quase um casamento. Nós vendemos sonhos. E a responsabilidade de vender sonhos é muito maior do que vender uma geladeira de uma grande marca. Se você compra uma geladeira e o vendedor promete entregar na quarta, mas entrega na quinta, você não vai gostar, mas a geladeira está lá. Agora, se alguém do ramo de eventos for prestar um serviço no qual o casamento é na sexta tem que ser entregue na sexta, não tem como”, exemplifica.

Essa seriedade no modo de trabalhar fez com que o empresário criasse seus métodos de liderança sempre se pautando pela organização. “As pessoas acham que trabalhar com festa é muito fácil, muito simples. Eu posso falar porque meu pai tem três empresas, totalmente diferente uma da outra: a coisa mais estressante que você pode imaginar é trabalhar com evento. Porque você trabalha com prazo e esse prazo não pode falhar. Porque você trabalha com sonho e isso é intangível.”

Apesar do rigor em cumprir acordos e de saber que é necessário exercer liderança sobre seus colaboradores, Brenno se considera um líder bem avesso aos paradigmas e estereótipos comumente vistos em outras empresas. “Eu acho que é muito melhor você ter as pessoas que estão junto de você próximas do que aquele relacionamento de acabou o serviço, acabou. Eles não são meus funcionários, mas sim meus amigos. A gente sai, vai jantar na casa de um, na casa de outro… Só que nisso tem que haver um respeito. A pessoa tem que saber a posição dela dentro da empresa, ela não pode juntar os dois”, garante ele que conta com 10 colaboradores na empresa, sendo que alguns deles já tem mais de 25 anos de experiência no ramo de eventos, o que de certa forma acaba tornando ainda mais natural o sucesso da empresa.

Sempre dando um passo após o outro, Brenno explica que só se compromete a fazer aquilo que consegue fazer. “Eu não tenho pressa. Tenho 23 anos e tudo o que eu construí foi com meu trabalho e com o trabalho das pessoas que acreditam no meu trabalho. Porque ninguém cresce sozinho. É como eu falo: você pode criar e sonhar o que seria um lugar mais maravilhoso do mundo. Mas é necessário ter pessoas para transformar seu sonho em realidade. Essa é minha frase. Eu preciso das pessoas”.

Quando observa os 12 anos de sua empresa, Brenno vê uma evolução gradativa, porém sempre acompanhando de perto as tendências e os rumos do mercado. “Hoje os eventos são muito grandes e antigamente não se faziam tantos quanto se faz hoje. Fazemos uma média de 25 eventos ao mês. Esse mercado cresceu muito”, analisa. Segundo ele, há 12 anos, havia cinco ou seis empresas de som e iluminação em Santos. “Hoje deve ter mais de vinte. E quem começa hoje tem uma dificuldade muito maior, até porque compete com quem tem muitos anos de experiência, além de não ter o know-how e o feeling de uma empresa de 12 anos”, complementa.

Quem o vê falando assim, com autoridade e conhecimento, sabe que a sua idade não representa um problema de credibilidade na hora de fechar contratos. “As pessoas já conhecem a empresa e tenho credibilidade pelo serviço prestado até então. Hoje já sou um homem de 23 anos, com uma empresa, que tem 10 funcionários, frota própria, escritório e uma série de coisas. E o que dá essa credibilidade? O bom serviço prestado e o nome, que já está há muito tempo no mercado”, explica.

E quando o assunto é venda, segundo ele, não tem para ningué: “Sim, me considero um bom e o melhor vendedor, não tenha dúvida. Todos os contratos da empresa fui eu que fechei, eu que galguei, eu que trabalhei ali”.

Para Brenno, a palavra certa em seu trabalho de marketing é relacionamento. “Tenho empresas e fornecedores que trabalham comigo desde quando eu comecei a trabalhar. Hoje, para uma empresa, é melhor você manter um relacionamento com o cliente do que buscar um novo. Porque para buscar um novo, você tem o mercado inteiro para brigar”, ensina.

Com lucidez, ele diz ter paciência, pois sabe que nem todos os negócios se fecham em um primeiro momento, nem em uma sala de reunião. “No cafezinho depois, no bate-papo depois: esse é o momento crucial para um fechamento de contrato. Não sou formado em Administração e Marketing, mas tenho minha experiência. É necessário cativar o cliente.”

Metas pessoais

A música parece que sempre será uma constante na vida do empresário. “Meu hobbie é ouvir música. É 24horas. Até nas folgas”. Ele diz tocar teclado, piano e flauta doce.

Paralelamente a isso, ele mantém vivo alguns de seus sonhos: “Um deles é ser apresentador de TV. Faço curso de locutor de rádio e apresentador de televisão. Sempre amei Silvio Santos, não perco um domingo o programa dele. Tenho sonho de ser apresentador de TV e vou ser. E trabalho para isso”, planeja.

Aliás, daí, tiramos mais uma característica dele: Brenno é movido a sonhos. “Hoje eu estou com essa nova empresa, nova logomarca, e isso já é uma realidade. Mas eu já penso em novos projetos. A cabeça não para”.

Para aguentar o ritmo, ele faz terapia. “Sou viciado em trabalho. Um completo workaholic. Eu acordo a noite sonhando, tendo ideia e escrevo em meu caderno. Lá estão meus projetos, minhas ideias… eu trabalho 24 horas por dia”.

Brenno pode não saber explicar a fórmula do sucesso, mas ele nem precisa usar palavras para isso: está escrito em sua cara que ele faz o que ama. Por isso faz bem feito e quer sempre melhorar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s